segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Lembrei de você em MG

     Despretensiosamente andando pela loja de cosméticos pensando na vida. Entre a análise de um e outro frasco de esmalte, reflexões sobre a vida e quanto do futuro eu não sei ainda. Quanto do passado marcou e, bom, como somos o resultado dessas coisas meio sem nome. E como, meu Deus, como somos sempre outros. E que bom. E melhores dias, ainda que estes sejam bons, virão.
     Uma vez uma amiga disse que achava o máximo ficar imaginando que os melhores dias da vida dela ainda estavam por vir. E, cara, é como se eu já estivesse vendo um teaser, é como se eu já soubesse um pouco. E que bom que eu só sei  um pouco, odeio spoilers. A espera e a preparação doem menos quando você sabe que no fim do caminho tem uma vida - o que faz com que o caminho seja vida também.
      É nesse momento, nesses momentos, que uma calma ansiosa bate. Quanta gente já conseguiu, né, quanta gente está lá e poxa, a Ana escreveu lindo disso essa semana e a Eve ..........
E aí eu vejo isto:
     Sim, Eve, eu estava pensando nesse monte de coisa e bati o olho num sabonete íntimo que tem seu nome e achei de bom tom tirar a foto pra postar pra te homenagear. Há algo de errado comigo?
     E sim, essa postagem é pra mostrar essa foto e fazer a reflexão lá em cima porque o blog é meu.


terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Life is too short to learn German. But who is counting, right.

     Com esse negócio de ter que aprender alemão minha vida tá muito mais corrida. Eu pensava que poderia assumir pra mim uma nova postura, uma nova pegada, um ano novo repleto de realizzzzzz
     Mas não. Ao invés disso eu quero e preciso aprender uma língua que declina. Uma língua em que árvore é masculino. Uma língua que tem gênero neutro. Uma língua que tem posição pros verbos. Uma língua em que há verbos que se partem e o fim do verbo vem no meio da frase e o início dele, ora, vai pro fim da frase. Uma língua em que der pode ser masculino no nominativo, mas pode ser feminino no dativo. E se o dativo for plural, é den; assim como o acusativo masculino, só que no caso do dativo plural o substantivo também ganha um -n, o que torna tudo mais lindo.
     Aí eu pego o livro e penso: do que que esse povo tá rindo?

-HAHAHAHAHA errei todas as declinações de adjetivo e você colocou der Buch hahahahahahaha é neutro hahahaha

Sei.

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Hoje é dia 16

E 2014 já tá aí, mostrando as garrinhas.
Calor infernal já as 7h (que são 6h no horário de Deus - como dizia meu avô) e, bom, a vida ocorrendo, né, o que nem sempre é uma maravilha.
Tá tudo bem. Mas, né.
Aguardando chegar março como quem espera o banheiro desocupar por mais de quarenta minutos.
:)

terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Vermelho

Eu tinha td uma postagem pronta mas, ne, alem de td o furacão atual da minha vida, o blogger tb tinha q passar a me odiar. Td bem blogger.
Enfim, ta ai, eh o Sofia da Impala e no anelar Joga Sal Grosso da Risque, com adesivo. Acordei as 7 ja com calor senegales, trabalhei o dia td, tenho anos de alemao pra aprender e, enfim, ta mt calor pra ser simpatica.
Ainda amo a vida, mas ela ta de cu doce comigo.